quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Conheça a Quinua



Um grão que vem ganhando espaço na mesa do brasileiro


A quinua desembarcou aqui há pouco tempo. Foi a partir de 2004 que ela começou a ser importada do deserto Uyuni, nos Andes bolivianos. O local fica a 3.800 metros acima do nível do mar e no inverno a temperatura pode atingir 30 graus negativos. A quinua plantada em outros lugares não tem as mesmas características nutricionais desta, cultivada em seu local de origem, onde o solo, o clima, os ventos, a salinidade do ar e a altitude são muito peculiares.


A quinua, além de ser ótima fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico, vitaminas, minerais e gordura saudável, contém todos os aminoácidos essenciais que nosso corpo não fabrica e que são precursores das proteínas: histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina e arginina.


Essas proteínas, formadas pelos aminoácidos, são indispensáveis para o melhor rendimento e elasticidade das fibras musculares, recuperação de tecidos e células, manutenção dos órgãos, da pele e do sistema imunológico, bem como para a produção de hormônios e enzimas. Geralmente, um legume, uma verdura, um cereal ou uma fruta pode apresentar determinado aminoácido essencial em quantidade significativa e ter carência dos demais. A quinua reúne todos.

Outro diferencial do grão é a presença dos aminoácidos metionina e lisina, típicos de alimentos de origem animal como carne e ovos. Esses dois aminoácidos estão relacionados ao desenvolvimento da inteligência, à rapidez de reflexos e a funções como a memória e a aprendizagem.


Riqueza no prato


A quinua também é uma boa fonte de triptofano, aminoácido ligado à produção de serotonina no cérebro, responsável pela modulação do humor, pela disposição e pelo bem-estar. Por isso, é provável que o seu consumo regular possa ajudar a reduzir a fadiga e a depressão.

A quinua é livre de glúten, isso significa que os celíacos pessoas com intolerância às proteínas presentes no glúten ou pessoas com sensibilidade alimentar ao glúten podem saborear pães, tortas e bolos feitos com a farinha de quinua.

Em relação às calorias, a quinua contém quase a mesma quantidade de calorias do arroz. Cada 100g de quinua crua têm 374 calorias, contra 350 calorias do arroz integral cru. E por ser rica em fibras - até mais que o arroz integral - , a quinua ajuda a aumentar a sensação de saciedade durante as refeições, melhora o funcionamento intestinal e favorece o controle dos níveis de colesterol, glicemia e triglicérides no sangue. Ou seja, pode ser um grande aliado para quem quer emagrecer com saúde.


Quem pode consumir


A quinua não apresenta nenhuma contra-indicação para consumo. É um excelente alimento para crianças que necessitam de um aporte maior de proteínas e carboidratos saudáveis durante a fase de crescimento.

A composição nutricional da quinua a torna um alimento perfeito para ser consumido por atletas antes e depois de exercícios físicos intensos. Por ter baixo índice glicêmico, os carboidratos da quinua são metabolizados mais lentamente, garantindo uma reserva de energia necessária durante o esforço físico. E, devido à presença dos aminoácidos, ela ajuda a reparar o tecido muscular após o treino.

A quinua também pode ser um ótimo complemento alimentar para a gestante, cujo organismo precisa de 11 gramas extras de proteínas diariamente, de forma a atender às demandas do desenvolvimento do bebê. O ideal é que a mulher mantenha esse consumo extra de proteína durante a amamentação até seis meses após o nascimento do bebê.

Dr. Eduardo Gomes é médico geriatra e ortomolecular e dirige a rede de Clínicas Anna Aslan.


Conheça a semente poderosa que virou queridinha da ONU
Saboreada pelos misteriosos povos incas há milênios, a quinua é cheia de nutrientes


Se existisse uma lista de alimentos perfeitos, um grão amarelado de origem andina, cultivado há milênios pelos peruanos e bolivianos, estaria no topo do ranking. Estamos falando da quinua, cereal considerado pela Food and Agriculture Organization (FAO), órgão da ONU para a alimentação, como referência em nutrição. (conheça todos os benefícios que os grãos oferecem à sua dieta)

O valor protéico da quinua real é superior ao dos demais cereais. As sementes contêm 23% de proteínas , explica a nutricionista Fabiana Honda, da Patrícia Bertolucci Consultoria Nutricional, de São Paulo. A quinua carrega cerca de 13 gramas de proteína por 100 gramas do grão. Depois de serem quebradas em aminoácidos pelo metabolismo, elas são responsáveis pela produção de anticorpos de defesa e pela formação dos músculos.

Sabe-se que os campeões em proteína são as fontes de origem animal. Em 100 gramas de peito de frango encontram-se 32 gramas de proteína. Porém, considerando que o grão é um vegetal é um valor considerável para quem quer ter alternativas de substituição protéica na dieta


Outra característica da quinua é exibir doses fartas das gorduras do bem (ômega 3 e 6) e as fantásticas fibras. Esse mix faz o seu coração bater feliz da vida e ainda colabora para controlar a taxa de glicose do sangue. (veja os alimentos que são amigos do peito) A combinação melhora a função intestinal e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e no controle de diabetes , diz Fabiana. (entenda como o diabetes afeta seu organismo)


A poderosa semente também é rica em quantidade de vitaminas do complexo B, tais como B1, B2, B3, B6. Essas vitaminas participam do metabolismo energético do corpo, na obtenção de energia a partir dos nutrientes, auxiliam na saúde da pele, da visão e no funcionamento do sistema nervoso , esclarece a nutricionista de São Paulo. (melhore sua saúde pondo os alimentos certos no seu prato)

A quinua também carrega vitamina E que, por ser um antioxidante atuando na renovação de células mortas do organismo, fortalece o sistema imunológico e age como um remédio natural na prevenção de doenças. Somam-se às boas notícias o fato do grão não conter glúten, transformando-se em uma ótima pedida para os alérgicos a esse ingrediente.

Para completar, esse cereal dos deuses ainda é cheio de minerais: magnésio, potássio, zinco, manganês e ferro. Assim como em outros vegetais, o ferro presente na quinua não é tão bem absorvido como o ferro das carnes. Para aumentar sua absorção, o ideal é a sua ingestão conjunta com alimentos fontes de vitamina C, como limão, laranja e outras frutas cítricas , recomenda a nutricionista Fabiana Honda. (um prato colorido é garantia de boa saúde)

O grão na cozinha Há diversas maneiras de consumir essa maravilha dos Andes. Nos supermercados e lojas de produtos naturais, você encontra versões em grãos, farinha, flocos e até macarrão à base de quinua, em vez de trigo. Na forma de flocos, ela pode ser misturada a iogurtes, vitaminas de frutas ou sucos naturais. Nas receitas de massas, substitui a farinha de trigo na produção de bolos, tortas, nhoque, macarrão, quiche, biscoitos e ainda incrementa saladas e sopas. A recomendação de consumo é de uma a duas xícaras de chá por dia. (deliciosas receitas de massas, clique aqui)

Diante de tantas opções, você pode fazer sua escolha sem pestanejar quanto ao valor nutricional de cada versão da quinua. A especialista Gabriella Guerrero, da Nutriessencial Consultoria, alerta que para tirar proveito de todos os nutrientes do grão, é importante armazená-lo corretamente, longe da luz e do calor.

Além disso, os grãos não podem passar do tempo de cozimento para não perderem as propriedades na água do preparo . Mas, se você está de dieta, fique atento ao encher seu prato de quinua. Ela é altamente energética. Por isso, moderação é importante para quem está de olho na balança , completa Gabriella.

Valores Nutricionais da quinua (100 g do grão cru)
Calorias: 374 kcal Proteínas: 13,10 g Gorduras: 5,80 g Carboidratos: 68,90 g Fibras: 5,9 g Cálcio: 60 mg Ferro: 9,25 mg Magnésio: 210 mg Fósforo: 410 mg Potássio: 740 mg Sódio: 21 mg Zinco: 3,30 mg Cobre: 0,820 mg Manganês: 2,26 mg Vit. B1 (Tiamina): 0,198 mg Vit. B2 (Riboflavina): 0,396 mg Vit. B3 (Niacina): 2,93 mg Ácido Pantotênico: 1,047 mg Alfa - tocoferol (Vit. E): 2,6 mg
Abaixo, descubra as maravilhas da culinária tendo a quinua como protagonista. As sugestões são da Patrícia Bertolucci Consultoria Nutricional
- Nhoque de quinua - Pão de quinua - Sopa de quinua - Tabule - Saint Pierre com quinua, limão e sálvia

Usos da Quinoa:

A Quinoa pode ser encontrada sob a forma de flocos, grãos e farinhas, além de derivados como macarrão e barras energéticas.

As formas de preparo são variadas.

Os grãos, por exemplo, podem ser incorporados em saladas, bolinhos com legumes ou cozidos da mesma forma que o arroz, podendo substituí-lo.

Flocos podem ser consumidos, principalmente, nas preparações do café da manhã, acompanhando frutas, leite e iogurtes.

Já as farinhas podem fazer parte das receitas de massas, pães, bolos e tortas.

Entretanto, sua imaginação é essencial para criar receitas e agregar esse alimento ao seu dia-a-dia da forma que achar mais agradável.


Os benefícios da quinua são muitos: acelera o metabolismo, evita a produção excessiva de insulina e possui carboidratos de baixo índice glicêmico, que demora mais para ser transformado em açúcar pelo sangue. Além disso, limpa as artérias do coração e combate a anemia. Há quem diga que é bom também para melhorar a memória e a imunidade.

O alimento também é considerado muito calórico! Cada 100 gramas correspondem em média 350 calorias. Por isso, coma de forma controlada! A quinua é isenta de glúten e pode ser recomendada para quem tem intolerância aos alimentos à base de trigo, cevada, centeio e aveia (doença celíaca).

Há uma grande diversidade de tipos de quinua, mas a mais conhecida é a chamada quinua real – tem grãos maiores e só cresce na Bolívia (até o momento). Há quem diga que a quinua real é considerada melhor.

A quinua em grão deve ser colocada em uma panela com água fervente e sal, deixar por quinze minutos. Proporção de duas xícaras de água para uma de quinua. Os grãos triplicarão de volume. Em seguida, peneirar e conservar em geladeira por até três dias. A quinua dessa maneira pode ser utilizada em cozidos, sopas, saladas, tortas, refogados ou como utilizaria grãos de trigo, fazendo quibe, por exemplo.

A quinua em flocos é usada como os flocos de aveia – em salada de frutas, vitaminas, iogurtes e até polvilhado em sopas.

Flocos de quinua no café da manhã

Ingredientes:1 xícara de chá flocos quinua1
1/2 maçã cortada
1/2 xícara passas
1/2 mamão papaia
1/2 colher canela, mel e açúcar mascavo

Modo de Preparo:Junte tudo e acrescente leite.

A quinua em farinha substitui a farinha de soja e pode ser usada na base de pão, macarrão, adicionadas à salada ou ao suco.


E, então? Que tal incluir esse alimento dos deuses na sua alimentação? Se quiser aprender a farinha, acesse: “Farinha de quinua“.
A quinua é classificada como um pseudocereal por não se encaixar totalmente na classificação de cereal ou leguminosa. No Brasil, começou a ser divulgada há cerca de dois anos continue lendo...


Indicações
O público-alvo são:

- os atletas devido ao alto teor de proteína e baixo teor de colesterol;
- as mulheres em menopausa, já que o grão ameniza os sintomas;
- e aos celíacos, pessoas com intolerância ao glúten."apesar de altamente protéica, não possui glúten.

É ótima para substituir o trigo em pão, macarrão, biscoitos e farinhas".

A quinua é rica em lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade e melhora a memória.
Quinoa escura
Ingredientes:
1 xícara de quinoa
1 dente de alho grande fatiado
1 beringela
8 cogumelos frescos laminados
1 folha de louro
sal integral
rebentos de soja frescos
azeite extra virgem
água
Preparação:
Numa panela deixe dourar o alho no azeite e acrescente a beringela aos pedacinhos. Junte um pouco de água quente. Em seguida junte os cogumelos e deixe cozinhar um pouco. Coloca mais água quente e junta a quinoa. No meio da cozimento junte a folha de louro, os rebentos de soja e temperar com sal.
Deixe acabar de cozinhar
Fonte:
http://www.centrovegetariano.org/receitas/Article-628-Quinoa%2Bescura.html
OBS: Peguei esta receita na internet, mas não sei o que é rebento de soja, quem souber me informe.

Um comentário:

Ricardo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.